COLABORADORES:

V – MELHOR SELEÇÃO E MAIS EFICAZ

PREPARAÇÃO DOS SUPERIORES DOS SEMINÁRIOS Para renovar e melhorar a qualidade da formação nos seminários, a atenção deve começar necessariamente pelos formadores. O Concílio, por isso mesmo, propõe aos bispos e as dioceses, um duplo compromisso prioritário: a seleção e a preparação de formadores. Antes de tudo, que os bispos e dioceses selecionem os formadores […]

IV – ORGANIZAÇÃO DOS SEMINÁRIOS MAIORES

Toda a formação deve estar coerentemente adaptada ao fim pastoral Para o Concílio Vaticano II o seminário não é uma relíquia do passado. Os padres conciliares reafirmam sua atualidade, importância e necessidade: “os seminários maiores são necessários para a formação sacerdotal” (OT 4). Com esta afirmação o Vaticano II confirmava a decisão do Concílio de […]

VIII. DEI VERBUM – IMPORTÂNCIA DA BÍBLIA

Antes do incentivo final à leitura da Bíblia (DV, n.25), a Constituição conciliar detém-se sobre o lugar decisivo da Bíblia na Teologia. Poderia parecer uma recomendação óbvia, mas não é. Durante muito tempo, a Teologia católica privilegiava as fontes da tradição escolástica e do Magistério, recorrendo aos textos bíblicos apenas como comprovação da doutrina. Por […]

VII. DEI VERBUM – NA VIDA DA IGREJA

Chegamos, em nossa leitura da Dei Verbum, ao seu último capítulo, que tem por título “A Sagrada Escritura na vida da Igreja”. Segundo o exegeta alemão Norbert Lohfink,  é o capítulo “mais importante e transcendental para o futuro”. Por quê? É porque nele os Padres conciliares apontam para consequências práticas da fé da Igreja nas […]

VI. DEI VERBUM – O NOVO TESTAMENTO

Tendo, no capítulo quarto,  reafirmado o “valor perene” do Antigo Testamento, a Dei Verbum passa a abordar o Novo Testamento. É o capítulo quinto, cujo primeiro parágrafo (DV n.17) começa afirmando que “a palavra de Deus, ‘força divina para a salvação de todo aquele que crê’ (Rm 1,16), é apresentada e manifesta seu vigor de […]

V. DEI VERBUM – O ANTIGO TESTAMENTO

Já vimos, até aqui, os três primeiros capítulos do documento conciliar que estamos estudando: o primeiro capítulo, sobre “a Revelação como tal”; o segundo, sobre “a transmissão da Divina Revelação”; e o terceiro, sobre “a Inspiração divina da Sagrada Escritura e sua Interpretação”. O capítulo quarto, que agora veremos, aborda o “Antigo Testamento”. A propósito, […]

IV – “AGGIORNAMENTO” – TAMBÉM HOJE, NO ESPÍRITO DO CONCÍLIO

Se nossa atenção, ao relermos, com olhos de cinquenta anos depois, o Documento Perfectae Caritatis sobre a “Atualização da Vida Religiosa”, foi voltada à incidência, repetida e constante, dos termos renovação, adaptação, atualização, merece destaque o fato de que tal recomendação não aparece uma única vez nos capítulos que tratam dos votos religiosos. Referência aos […]