» Pe. Valter Maurício Goedert

XI – OS SACRAMENTAIS

4. Os sacramentais “A santa mãe Igreja instituiu os sacramentais, que são sinais sagrados pelos quais, à imitação dos sacramentos, são significados efeitos principalmente espirituais, obtidos pela impetração da Igreja. Pelos sacramentais os homens se dispõem a receber o efeito principal dos sacramentos e são santificadas as diversas circunstâncias da vida” (CIC 1667). A Introdução […]

X – OS SACRAMENTOS

A constituição litúrgica afirma que os sacramentos destinam-se à santificação dos homens, para a edificação do corpo de Cristo e, enfim, para prestar culto a Deus. Não só supõem a fé, mas também a alimentam, fortificam e exprimem. Conferem a graça e dispõem os fiéis à frutuosa recepção da mesma graça (SC 59). Além disso, […]

IX – O MISTÉRIO EUCARÍSTICO

Evidentemente, não se deseja desenvolver aqui uma visão completa sobre a eucaristia. Há muitos documentos oficiais da Igreja e inúmeras obras escritas por renomados teólogos que abordam com maestria este tema. Temos por objetivo comentar alguns aspectos acentuados pela Constituição Litúrgica do Concílio Vaticano II: visão conjunta da eucarista; memorial do mistério pascal de Cristo; […]

VIII – PASTORAL LITÚRGICA

Introdução A liturgia é uma ação, uma obra (ergon) a serviço do povo (laos); por isso, fala-se frequentemente em ação litúrgica, aludindo ao dinamismo que envolve o conjunto dos ritos e a participação da assembleia. A pastoral litúrgica coordena, anima, organiza esse serviço, mantendo-se fiel ao mistério celebrado e à comunidade celebrante. “A liturgia é, […]

VII – PARTICIPAÇÃO NA LITURGIA

Introdução A liturgia é ação de Christus totus – Cristo todo – Cabeça e membros. Em Cristo, Sacerdote, Altar e Cordeiro, toda a Igreja é celebrante, cada membro de acordo com sua especificidade ministerial. Afirma o Catecismo da Igreja Católica: “É toda a comunidade, o corpo de Cristo unido à sua Cabeça, que celebra. As […]

VI – SACERDÓCIO MINISTERIAL E COMUM DOS FIÉIS

 1. A Igreja como novo povo de Deus Na Igreja primitiva o conceito povo de Deus prevaleceu sobres as demais designações; em seguida, cede espaço a outras concepções. A designação de povo de Deus, de um lado, situa a Igreja no plano de sucessão histórica da obra da Redenção de Deus como a comunidade final e […]

V – LITURGIA, EXERCÍCIO DO SACERDÓCIO DE CRISTO

1. O verdadeiro culto no Corpo de Cristo  Ao expulsar os vendilhões do Templo, Jesus se apresenta como o verdadeiro Templo de Deus: em seu Corpo, morto e ressuscitado, se oferecerá o único e autêntico culto agradável ao Pai. A comunidade cristã primitiva, refletindo sobre o sinal do templo anunciado por Cristo (Jo 2,21), para a […]